12/07/2010

Duloren quer enganar quem?

Duloren divulga comunicado sobre anúncio contra pedofilia
A peça publicitária em questão trazia uma modelo de lingerie na praça de São Pedro, no Vaticano


 São Paulo - A Duloren, junto à agência Agnelo Pacheco, divulgou comunicado para esclarecer que não teve intenção de ofender a Igreja Católica em sua nova campanha publicitária. A peça em questão trazia uma modelo de lingerie na praça de São Pedro, no Vaticano. A moça, em primeiro plano, mostrava um crucifixo para um homem de costas (que aparenta ser um padre, por conta da roupa e do ambiente), acompanhado da frase 'Pedofilia. Não'.

 No comunicado, a marca explica que não teve como objetivo ferir crenças religiosas ou fazer críticas a padres ou ao Vaticano. A Duloren também afirma que está retirando o anúncio das mídias sociais (Orkut, Facebook e Twitter) e vai suspender a veiculação nos mais de 20 mil pontos-de-venda do País.


 Tá bom, quer me enganar me dá doce. A justificativa é no mínimo furada. Será que eu ouvi bem? O objetivo era fazer uma campanha contra a pedofilia. Então nada mais justo que usar da sensualidade para passar a mensagem não? Não, definitivamente não. Quer aparecer mais? É só usar uma modelo de lingerie e uma melancia no pescoço.   
 Uma campanha que desperta por seu conteúdo, é tão agradável quanto é deprimente uma campanha que aparece mais do que merece, pela ausência de conteúdo.

Nenhum comentário: